Agloco

Agloco -Comunidade Global

Agloco & Alldvantage

Historia da Alldvantage antecessora da Agloco

No mês de fevereiro 1999, fomos quatro, sentados num pátio na faculdade Stanford (todos éramos ou estudantes ou ex-estudantes), criando um novo conceito: a infomediária online. Demo-nos conta que os usuários indivíduos da Internet, pelas suas ações e a informação que proviam (tanto com boa vontade que não) criavam valor imenso. Mas nada deste valor voltava a estes provedores.

Demo-nos conta também que muitas pessoas guardavam informação pessoal que compartilhariam se recebessem parte dos lucros gerados, e se outras condições, tais como a seguridade e a privacidade, fossem asseguradas. Sabíamos que as companhias pagariam para ter mais informações sobre os usuários da Internet. Mas nenhum sistema existia para vincular as companhias e os usuários direitamente.

AllAdvantage.com

Então, lançámos o AllAdvantage.com na primavera de 1999 para tentar criar este vínculo. Por carregar e usar a ViewBar, os membros basicamente alugavam uma parte das suas telas e alguns dados acerca dos hábitos deles por um salário.

O conceito de “ser pago por surfar a rede” resultou num sucesso esmagador. Mais de 10 milhões de pessoas ficavam alegre de compartilhar no lucro feito na rede só por compartilhar alguns dados não-pessoais deles, embora a imprensa comercial duvidava este método. O conceito era bem-sucedido também na área de renda, como a maior parte da gente que o conhecia concordam com que o AllAdvantage gerou mais renda nos seus primeiros 12 mêses de existir do que toda outra empresa consumidora/anunciadora jamais.

No fim, e infelizmente muito rapidamente, o AllAdvantage.com fracassou porque dependíamos demais do capital de risco, e o crescimento do número de membros inteiramente superou o crescimento de renda nos primeiros dias. Simplesmente dito, nós cadastrámos os membros com tempo de Internet contado e vendemos os anúncios de forma standard para anúncios. O modelo AllAdvantage.com começou a pagar os membros tão logo que carregaram e usaram a ViewBar por primeira vez, mas fazia falta algum tempo para as horas acumuladas se converterem em dinheiro.

Com a queda dos mercados de anúncios online e de financiamento de Internet em 2000-01, as rendas da empresa não podiam seguir o crescimento rápido do número de membros (e os custos por horas fixos ligados a este crescimento). Lamentavelmente, tivemos que fechar a empresa, mesmo que outras pessoas ainda tentavam juntar-se.

Embora não fosse a nossa eleição preferida fechar a companhia, AllAdvantage.com cumpriu todas as promessas feitas aos membros. Enviámos mais de $100 milhões em cheques aos membros, e os anunciadores aproveitaram-se da oportunidade mais exata e rica em informação em toda a rede.

A companhia sim faleceu, mas as idéias que a apoiavam jamais morreram…

Quem somos hoje?

A indústria de anúncios, após uma pausa em 2001-02, fica mais grande do que nunca (o Google mudou tudo). Encontra-se pesquisas enfocadas e anúncios relacionados automaticamente com o tema da página em todas partes, algo quase inexistente em 1999. As companhias — o Google e o Yahoo, por exemplo — estão a convencer os surfistas carregarem as “barras de ferramentas” delas (bem familiar, não?) para colherem mais informações dos membros. Todas estas informações — e as companhias que as juntam — valem mais do que nunca. Mas os usuários indivíduos ainda não têm nenhum jeito eficaz de tirar a porção deles disso.

O YouTube foi comprado em outubro 2006 pelo Google por $1.65 bilhões. A história de três tipos ganharem centos de milhões de dólares num ano é um estupendo conto de sucesso comercial. Mas o que é que aconteceu aos primeiros usuários que puseram os seus vídeos aí e dizeram que os seus amigos fizessem igual? Atualmente não se ouve falar deles, pois não receberam nada (além de alojamento na rede). Como não foram eles que ajudaram o YouTube tornar-se numa companhia multi-bilhonária? Sim, o site é maravilhoso e os fundadores merecem todo crédito que recebem, porém foram os usuários que contribuiram valor ao projeto afinal. Há um monte de sites vídeo; se não fosse o YouTube, um outro site jogaria o mesmo papel de tornar-se numa empresa conhecida em todas partes e ser comprada por um preço espetacular.

Não queremos denunciar o YouTube (adoramos usá-lo). Que tal os primeiros usuários do Skype? Aqueles que carregaram por primeira vez o software, ligavam aos seus amigos em diferentes países e dizeram aos seus pais que o usassem também? Nem viram um centavo dos $2.6 bilhões que pagou o eBay para a companhia. E o MySpace (o Orkut norte-americano)? Que tal os milhões de membros aí? Como foi o pago para eles quando o News Corp. comprou a companhia por quase $600 milhões? Depois de tudo, o Rupert Murdoch (o dono maioritário do News Corp) procurava os membros ao ele comprar o site.

O que queremos dizer aqui é que há um monte de sites para fazer conexões sociais na Internet, mas são os membros que dão valor a estes sites e serviços. Contudo, eles não tomam nada deste valor.

É possível dar mais exemplos. Mas a história é sempre igual: Os usuários (e as informações que trazem) valem muito. A criação de um sistema que permite os usuários compartirem os lucros é a próxima grande coisa. Nós chamamo-lo uma rede econômica. Outros chamam-no de uma cooperativa global online. Ou seja, “o Linux para os consumidores comuns.” É uma grande idéia e está a acontecer agora.

AGLOCO

Lançámos o AGLOCO num café perto do recinto da faculdade Stanford. Sentámo-nos com um grupo de estudantes graduados da Stanford para desenhar a próxima geração da empresa de Internet por usar o sistema “informediário” como um dos blocos de fundação.

Decidimos que queríamos construir a rede econômica que permite que os indivíduos compartam os lucros gerados pelos dados e ações deles. O AGLOCO é mais que um site e mais que uma companhia de barra. É uma rede que vincula a gente, as suas informações e os seus amigos para formar um ente maior.

Como todas as redes que já se estabeleceram (seja a Internet mesma ou o MySpace), esta rede fortalece-se enquanto cresce. Um AGLOCO com uns 1,000 ou 10,000 membros não vale muito mais que a soma dos seus constituintes. Mas tendo 1 ou 10 milhões de membros, fica importante. Vem a ser importante porque isto muda a relação companhia-consumidora online; aliás, muda a maneira de todo o mundo pensar da experiência online.

Porque funciona bem?

Porque se espalham os efeitos do existir da rede por si. Quanto mais cresce, mais forte fica. Com mais membros e fontes de renda mais grandes, os lucros que os membros compartem amontoam – e isto atrae mais novos usuários, e daí vem mais lucros. O incentivo para cadastrar-se cedo e difundir o programa a muitos amigos é grande então, pois os primeiros membros que ajudam a construir a rede estão em condições de ganhar mais (como todas empresas novas, nas quais os primeiros empregados se aproveitam desproporcionadamente do sucesso delas)

Enquanto o AGLOCO cresce o incentivo econômico continua a crescer, pois oferece uma recompensa cada vez mais substancial aos membros. Ao contrário do AllAdvantage.com, que incorria gastos por cada hora acumulada, o AGLOCO produz lucros positivos de cada hora usada sem levar quase nada de gastos adicionais quando o usuário usar mais a ViewBar do que necessário. O AGLOCO vai ter os gastos de operação normais (manutenção do site, amplitude de banda, seguro, telefones, espaço comercial, departamentos de venda e administração, etc.) mas como o Google estes gastos serão mínimos ao lado da renda gerada pelos membros.

Os membros possuem a companhia. É verdade — a companhia inteira pertence aos membros. Os usuários convertem boas idéias em valiosas coisas. As idéias são magníficas, mas sem os membros, ficam idéias só. Toda decisão é tomada depois de informar-se sobre o que é melhor para os membros a longo termo. É um novo jeito de pensar, mas vai triunfar porque estamos todos juntos no projeto.

Nós possuimos a companhia gerente. É dizer, os empregados e investidores possuem-na. A companhia gerente colhe 10% das rendas do AGLOCO (do mesmo jeito que o Tom Cruise paga 10% do que recebe ao agente dele). Isto deve ser um incentivo bastante forte para continuar a atrair um maravilhoso equipe de gente com bom jeitão que o AGLOCO precisa para maximizar o valor para os membros/acionistas.

A confiança é tudo. Se perdermos a sua confiança, a rede fracassará. Trabalhamos em nome dos membros, e em tudo o que fazemos é preciso ter isso em consideração. Os nossos membros sabem o que estamos fazendo com os dados deles, e como isto vai os beneficiar. Sabe você como os outros sites na rede colecionam os seus dados ou como os usam? É muito provável que não. Pensa nisso.

Nenhum custo aos membros – jamais. O AGLOCO nunca custa nada para os membros. Pergunte aos ex-membros do AllAdvantage o que custou para eles se juntarem; a maioria vão recordar quanto recebiam (leu corretamente — recebiam).

A privacidade é suprema. Não há nenhum spam, nenhuns anúncios pop-up, nenhuma venda de informação, nenhuns emails de gente que você não conhece, nenhumas solicitações a enviar emails a gente que não conhece, e nenhum engano. E ponto final. O nosso histórico é público – não há gasto escondido nenhum. A recompensa para os membros pode ser muito grande; o céu é o limite. O lado mau é essencialmente nada.

Seja paciente. A gente sempre quer tudo de imediato. Nós também. Mas as coisas costumam demorar; então fique conosco. É preciso tempo, dinheiro e gente para pôr tudo em marcha… e chegaremos. Os membros do AllAdvantage.com queixaram-se que o desenvolvíamos devagar demais, porém depois que a companhia desapareceu, deram-se conta de quão boa era e se queixavam dela não existir mais! Requer tempo para enviar cheques de mais de $100 milhões aos membros. Assim é que vai requerer tempo para criar uma rede econômica que comparte a riqueza da Internet com os milhões de usuários. Contudo, você tem um papel para jogar e pode nos ajudar a acelerar o processo, ainda ganhando dinheiro à vez. Assim é como:

Envolva-se já. Faça a sua parte. Diga aos seus amigos e construa a sua rede de pessoas referidas. Creie um site que explica a rede econômica (é provável que você o fizer melhor que nós). Envie-nos as suas idéias por email. Desenhe uma ViewBar legal. Diz à sua companhia que colabore conosco. Escreva acerca de nós no seu blog. Pergunte-se como é que quer participar no compartilhamento do valor na Internet. Pense grande. É tua companhia. Divirta-se.

Equipe de Desenvolvimento do AGLOCO

————————————————-
Produtos
w580
celulares
m2
motorola
a1200
mp7
smartphone
mp6
celular lg
fone ouvido
celular
celular
motorola
a1200
nokia n95
n95
nextel
teclado
motorola
sony ericsson
motorola v8
micro sd
nokia 5200
celular foston
u600
sony
nokia n73
v3
telefone fio
iphone
nokia 6111
bateria
htc
lg
nokia
celular nokia
blackberry
motorola v3
lg shine
n80
k1
n73
fraldas
macaco
papel parede
comoda
chiqueirinho
macacao
carrinho
andador
moveis
lembrancinha

Anúncios

Maio 3, 2007 Posted by | Agloco | , , , , , , | Deixe um comentário